História


A Vila de Moreira é a segunda maior Freguesia do Concelho da Maia, com uma área de aproximadamente 8,7 Km2. Situa-se na parte Ocidental do Concelho, confrontando, a Sul, com o Concelho de Matosinhos; a Norte, com o Concelho de Vila do Conde e Freguesia de Gemunde, do Concelho da Maia; a Leste, com as Freguesias de Barca e Maia, do mesmo Concelho; e a Poente com a Freguesia de Vila Nova da Telha, também do Concelho da Maia. A “Maya” visigótica data da pré-nacionalidade e o seu primeiro Governador foi D. Gonçalo Soares Sapata, no Ano 1111. Nos campos de S. Mamede, em 1128, os Mendes da Maia, juntamente com o moço Infante, consolidaram o seu valor histórico ao derrotar os Castelhanos. Mais tarde, Gonçalo Mendes da Maia (o Lidador), foi o Adiantado de D. Afonso Henriques nas lides contra os infiéis. A Maia foi o berço da Nacionalidade e, por conseguinte, a pedra angular da Pátria Portuguesa. D. Manuel I concedeu foral à Maia em 1519.

A Freguesia de Moreira é, sem sombra de dúvida, uma das mais históricas e antigas da região de Entre Douro e Ave, ou seja, “DA MUI ANTIGA TERRA DA MAIA”. Com efeito, Moreira, a "Villa Moraria", como é referida pelos notários de meados da Idade Média, aparece, pela primeira vez de forma segura, referida em documentos do início do século X, quase 2 séculos antes do nascimento de Portugal.

A seguir se darão a conhecer documentos que nos revelam facetas do nosso passado coletivo, que terão certamente interesse quer para investigadores quer para curiosos.

 Memórias Paroquiais de Moreira

 Moreira vista por Pinho Leal

 A primeira imagem de Moreira